Hospedagens Som das Águas
Alto Caparaó, domingo, 23 de julho de 2017
Skip Navigation LinksHome : Flora

Flora na Serra do Caparaó

Flora na Serra do Caparaó

As áreas florestais do Parque Nacional do Caparaó são de formação secundária, tendo sido alteradas pela ação do fogo, extração de madeiras nobres e desmatamento. Poucas áreas, em locais de mais difícil acesso, foram poupados dessas transformações, sendo que apresenta uma temperatura média anual de 22ºC a 24ºC.

Em geral, o dossel destas matas varia entre os 20 e 30m, sendo comuns as espécies de formações secundárias como as embaúbas (Cecropia spp.), as quaresmeiras (Tibouchina ssp. e Miconia ssp.), os adragos (Croton spp.), os pau-jacarés e os angicos (Piptadenia ssp.).

Flora Flora Flora

Na face leste do maciço do Caparaó, no Espírito Santo, predomina a Floresta Tropical Pluvial. Já na face oeste, em Minas Gerais, tem-se a Floresta Tropical Pluvial, até 1.800m; Campos de Altitude com formações arbustivas e tropical pluvial, de 1.800 até 2.400 m. Acima de 2.400 m, há Campos Limpos entre as formações rochosas.

Nas altitudes maiores, predominam espécies da família das lecitidáceas, como os jequitibás (Cariniana excelsa), além das meliáceas como a cangerana (Cabralea aichleriana) e o cedro. Em locais mais úmidos na vertente leste (ES) há ocorrência de várias espécies de bromeliáceas e orquídeas.

Flora Flora Flora

Na transição de floresta para campo, existe predominância da espécie arbórea candeia (Vanillosmopsis erithropappa). Já nas áreas mais elevadas dos campos de altitude, predomina o bambuzinho-do-campo (Chusquea pinifolia), com ocorrência de várias espécies de bromeliáceas, pteridófilas, liquens e musgos.

O clima da região possui temperaturas amenas, entre 19 e 22ºC. Nos locais mais elevados, durante os meses de junho e julho, são frequentes mínimas que podem atingir 4ºC negativos sendo comum a ocorrência de geadas.

Flora Flora Flora

Além disso, Segundo a classificação de Köppen, o clima do Parque Nacional do Caparaó é do tipo Cwb, caracterizando-se por ser clima tropical de altitude, onde o relevo assume importância marcante na determinação das diferenças de temperatura na área.

O período de novembro a janeiro apresenta-se mais chuvoso e de abril a setembro ocorre intensa estiagem no local.

Flora Flora Flora

A pluviosidade média varia dos 1.000 aos 1.500mm anuais, atingindo 1.750mm na porção norte do Parque. As chuvas concentram-se no trimestre de novembro a janeiro, quando ocorrem de 35% a 50% das precipitações anuais. O período do ano que apresenta as menores médias pluviométricas é aquele entre junho e agosto, embora este fator varie em conseqüência do relevo local (IBDF, 1981).

Hidrografia Hidrografia Flora

A vegetação é composta pela Mata Atlântica e pelos Campos de altitude. A Mata Atlântica possui a maior biodiversidade encontrada no país, sendo um dos ecossistemas mais ameaçados do planeta.

Destacam-se espécies como angicos, quaresmeiras, palmeiras, jequitibás e várias outras exclusivas desse ecossistema. Nas regiões mais altas, predominam espécies adaptadas às peculiaridades locais tais como, solos pedregosos, frio intenso, geadas e formação de crostas de gelo.

A rede hidrografia ou rede de drenagem do Parque Nacional do Caparaó é caracterizada por inúmeros rios perenes de pequeno e médio porte. Seu principal divisor de águas é constituído pelas cordilheiras Três Lagoas e dos Calçados.

Hidrografia Hidrografia Flora

Na região do Parque Nacional do Caparaó a hidrografia nas partes mais altas apresenta vales encaixados representadas por falhas geológicas da era pré-cambriana, formando rios encachoeirados com muitas corredeiras pela forma de topografia composta por altas elevações como o pico da bandeira, o terceiro mais alto do país com 2892m, e algumas belas quedas d’águas com mais de 80m, como a cachoeira bonita, aumentado mais as suas belezas.

Do ponto de vista geológico, o Maciço do Caparaó integra uma extensa cadeia de dobramentos (denominada Faixa de dobramentos Ribeira), desenvolvida na região sudeste do Brasil durante o denominado Ciclo Brasiliano (cerca de 630-550 milhões de anos atrás).

Hidrografia Hidrografia Flora

Dados geoquímicos contudo, mostram que as rochas que formam o maciço do Caparaó são mais antigas ainda (tendo sido formadas há cerca de 2 bilhões e cem milhões de anos atrás), sendo portanto apenas retrabalhadas pelo ciclo Brasiliano. Este ciclo representou um periódo de intensa atividade geológica (magmatismo e formação de montanhas) numa extensa área geográfica que hoje integra grande parte do território brasileiro.

O conjunto rochoso do qual faz parte o Maciço do Caparaó se distribui na direção norte-sul, envolvendo rochas metamórficas de médio a alto grau. Predominam gnaisses, migmatitos, especialmente com biotita e granada, além de charnockitos de composição intermediária a básica, sejam maciços ou bandados.

Hidrografia Hidrografia Flora

As rochas que afloram nos limites do parque são gnaisses e charnockitos foliados compostos por quartzo-plagioclásio-ortopiroxênio e granada. A foliação destas rochas, desenha uma grande dobra antiformal, cuja charneira cai para o norte.

O flanco oeste deste extenso antiforme está verticalizado a invertido, podendo ser observado no Vale Verde, nos domínios do parque. A zona perianticlinal (ou o nariz da dobra) está exposta ao longo da BR 262, imediatamente a leste da cidade de Pequiá.

A estrutura dobrada está limitada por grandes falhas ou descontinuidades geológicas, que limitam o maciço tanto a leste e oeste.

Hidrografia Hidrografia Flora

Nosso Chalé, Pousada e Casa estão localizados nas Montanhas da Serra do Caparaó em Minas Gerais na cidade de Alto Caparaó. Escolha a opção que mais lhe agradar. Excelente local estratégico próximo ao Parque Nacional do Caparaó.

Hidrografia Hidrografia Flora

Você pode enviar um email para entrar em contato com nosso atendimento através do endereço eletrônico contato@somdasaguas.com.br ou se preferir, entre em contato através do nosso número telefônico (32) 8428-7085, para confirmar a sua hospedagem e assim solicitar um de nossos guias turísticos para fazer uma visita ao Parque Nacional do Caparaó! Hospede-se conosco!

Chalé Localização Pousada
Chalé Localização Pousada

Ao optar por se hospedar em nosso Chalé ou Pousada na Hospedagens Som das Águas, você terá a oportunidade de desfrutar de muita paz e tranquilidade, curtir a natureza, ver lindos pássaros, plantas, vivenciar a natureza ao máximo de um jeito que nos causa uma impressão única na vida.

Ajude a preservar a natureza! Muitas espécies, rios e áreas da região da Serra do Caparaó vem sofrendo com a destruição da biodiversidade e dos recursos naturais da fauna e da flora. Faça sua parte, cuide da natureza, não destrua e não mate animais, preserve as florestas e as plantas que fazem parte de sua região e área de atuação. Natureza é vida!

Ir para o Topo da página

Skip Navigation LinksHome : Flora